28 de agosto de 2016

Resenha: The Travis Family (1 e 2)

Olá, Envenenados!

Como estão, queridos amigos?
Ultimamente temos viajado muito no tempo, geralmente para o século XIX, para nos emocionarmos com histórias de tantos heróis e heroínas criados por excelências na arte de escrever.
Mas hoje o nosso convite é para conhecerem algumas histórias contemporâneas que também têm o poder de nos encantar.
Vamos viajar desta vez para o Texas.
Segundo a Wikipedia, “O Texas é um dos 50 estados norte-americanos, localizado ao Sul dos Estados Unidos. [...]
O Texas é o segundo maior estado dos Estados Unidos e o maior entre os estados contíguos continentais. Com seus 695 621,06 km, é maior do que os territórios da Alemanha e da Polônia juntas O Texas também é o segundo estado mais populoso do país; com aproximadamente 25 milhões de habitantes e com uma população crescendo rapidamente devido à imigração, possui mais habitantes do que qualquer outro estado norte-americano com exceção da Califórnia.
Geograficamente, o Texas é um estado de contrastes. Enquanto as partes norte e leste estão cobertas por vários rios, lagos e florestas e possuem um clima propício à agricultura, as partes sul e oeste possuem um clima mais árido, desértico em várias regiões. Foi nestas áreas escassamente povoadas que os Cowboys surgiram, com o intuito de cuidar do gado da região, bem como defendê-lo de ataques indígenas. Os cowboys tornaram-se rapidamente um símbolo do estado e até hoje existem em várias áreas rurais.
O Texas foi explorado e colonizado inicialmente pelos espanhóis. Passou ao controle mexicano quando o México tornou-se independente da Espanha, em 1821. A crescente migração de norte-americanos para o Texas fez com que movimentos pró-secessão do México crescessem. Em 1836, uma rebelião em Álamo foi extinta pelos mexicanos, que mataram todos os norte-americanos participantes desta rebelião, com exceção de algumas mulheres, crianças e escravos. Os mortos em Álamo tornaram-se heróis no Texas e nos Estados Unidos. Ainda no mesmo ano, o Texas tornou-se independente do México, tornando-se uma república. Nove anos depois, tornou-se um estado norte-americano, sendo admitido como o vigésimo oitavo estado da União em 29 de dezembro de 1845.
Atualmente, a economia do Texas possui um importante papel na economia norte-americana. Inicialmente, um estado agropecuário, desde o início do século XX sua economia diversificou-se e atualmente, são as indústrias petrolífera e aeroespacial, bem como o setor financeiro, que possuem maior importância na economia do Texas”
É no Texas que duas histórias incríveis acontecem. Ambas são as duas primeiras da série The Travis Family, nascidas da criatividade de Lady Lisa Kleypas. Isso mesmo: umas das divas dos romances de época mais marcantes dos últimos anos a frequentar esse espaço. Trata-se dos romances A Prometida e A Redenção, publicados pela editora Gutneberg.

Em A Prometida – estreia de Lisa como autora de romances contemporâneos –  conhecemos Liberty Jones, uma guria que precisou amadurecer precocemente para garantir sua sobrevivência e de sua irmãzinha.
Aos quatro anos de idade, ela tem a vida totalmente transformada após a morte de seu pai numa plataforma de exploração de petróleo. Depois disso sua vida só foi incertezas, uma vez que sua mãe não encontrou ninguém que substituísse o falecido marido. Ou como ela relata, “talvez seja mais exato dizer que ela encontrou um monte de homens para substitui-lo, mas nenhum ficou por muito tempo.”
Quando tinha 13 anos, sua mãe encontra um homem com que decidiu ficar por algum tempo, assim os três vão viver em Wellcome, uma cidade no leste do Texas.
Já viram aqueles filmes em que as pessoas vivem em estacionamentos de trailers? Pois é. É num desses que Liberty vai viver com sua mãe e o namorado dela. E é onde ela conhece Hardy Cates.
Hardy é um jovem lindo, corajoso e será onde Liberty encontrará consolo: no amor e amizade que nutre por ele. Mas, ao contrário do que ela e nós leitores esperamos, as coisas talvez não aconteçam entre os dois.
Apesar da atração irresistível que pulsa entre os dois, tudo o que Hardy não
precisa é de alguém para atrapalhar seus planos de sucesso, e ele a abandona no momento mais difícil de sua vida: quando a mãe de Liberty morre tragicamente em um acidente, deixando um bebê para ela criar.”
Liberty vai enfrentar um mundo de dificuldades até encontrar seu lugar ao Sol, nunca abrindo mão de Carrington. E tudo fica ainda mais confuso quando ela conhece Gage Travis.
Posso garantir: nunca fiquei tão confusa quanto aos meus anseios sobre o destino de um personagem de livro. Liberty é uma das mocinhas mais queridas que já conheci. É daquelas que sofre de tudo um pouco, mas não desistem, nem perdem a doçura e a fé em si mesmas.
Só que Gage é o filho mais velho de um magnata que, por razões que só lendo o livro para entender, resolve proteger Liberty e sua irmã. E Gage não aceitará isso muito bem e fará de tudo para afastá-la de sua família. Difícil vai ser mantê-la longe de seu coração.
Já em A Redenção, conhecemos a história de Haven Travis, ou melhor dizendo as histórias da irmã caçula de Gage.
Lisa Kleypas soube magistralmente como contar sobre abuso e violência, sobre os traumas consequentes desse abuso, tanto moral quanto físico, sobre descobertas e crescimento pessoal, sobre redenção.
Tendo nascido e sido criada em uma família texana, cujos homens estão acostumados a todas as decisões, não abandonando o instinto dominador e protetor, Haven tenta se impor, busca autonomia. Seu relacionamento com os pais nunca foi tranquilo, desde a mãe que desejava uma perfeita dama da sociedade, ao pai que apoiava as escolhas da esposa, não levando em conta as opiniões e necessidades da filha.
“Herdeira caçula de um verdadeiro império, Haven é uma mulher obstinada que vive de acordo com os próprios princípios e não tem medo de bater de frente com o pai, Churchill Travis, um dos homens mais ricos e respeitados do Texas. Mas, ao cortar relações com ele para se casar com um jovem que sua família desaprova, Haven vê sua vida se transformar num verdadeiro inferno… e não tem para quem pedir ajuda.
Dois anos depois, Haven volta para casa, com a alma abatida e o coração fechado, determinada a reconstruir sua vida sozinha. Mas Hardy Cates e seus irresistíveis olhos azuis cruzam seu caminho, e ele é a última pessoa que ela precisa encontrar.
Hardy é o mais novo magnata da indústria petroleira de Houston, um homem de sangue quente que aprendeu desde muito cedo a não confiar em ninguém e que nunca mediu esforços para chegar aonde quer: ao topo! Em sua jornada alimentada pela ambição desmedida, ele conquista poder e inimigos, incluindo os membros da poderosa família Travis. O que ele não esperava era sentir suas defesas serem abaladas pela herdeira da família…
Duas pessoas que aprenderam da pior maneira que o amor pode ser o inimigo mais cruel. Será que vão conseguir deixar todos os traumas para trás diante de uma nova chance?
“Quando se é sistematicamente agredida, sua capacidade crítica vai sendo solapada até o ponto em que é quase impossível tomar decisões.”
Nessa trama teremos mais uma vez a participação do delicioso Hardy Cates, muito mais intenso e mais poderoso do que nunca.
Quatro personagens apaixonantes em histórias que nos prendem do início ao fim e que sempre deixam um gostinho de dúvida sobre seus desfechos!
E o melhor de tudo é saber que The Travis Family está só no começo.
Eu vou ficando por aqui, esperando ter conseguido passar um milésimo da emoção que esses dois livros incríveis me fizeram sentir, sobretudo o segundo. Por isso, não percam a oportunidade de conhecer A Protegida e A Redenção.

Fiquem bem e Carpe Diem!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados